Sabedoria Ancestral

Se vai, sim, plantar em terreno ocupado,
Cuidado com a terra, não abuse das mãos,
Garoe de si, mesmo em tempo de seca
Semeie com sonho, um por um, cada grão

Testemunhe em silêncio as mudanças da lua
E despiste o temor com humor e doçura
Não deixe que a fome venha desanimar
Imagine fartura, mas sem delirar

Meu avô imigrante era agricultor
Conhecia em detalhe o cultivo do amor
Conheceu e amou minha vó, quituteira
Que sábia como era, aconselhou certeira:

Esteja presente, mas sem invadir
Respeite a distância, mas sem se ausentar
Que o amor pra crescer é que nem bolo assar:
Você bota o fermento e aprende a esperar!

E não é que essa “luz” dos já idos avós
Mostra agora no túnel um possível bom fim
Afinal é dureza seguir vida só
Com um outro morando bem dentro de mim

 

Anúncios
comentários
  1. ahdeuscafofo disse:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s