Do não que não se diz

Tenho medo do não que não se diz

Mais do que do não que é dito

Porque ao contrário do não-dito

– que não tem corpo mas ocupa espaço,

que rasga a vida em fiapos de pensamentos e imagens –

O não dito (atente para a ausência do hífen)

Me pouparia da crueza que é

O desvanescer de todos os sins 

(…)

Bendito seja o não que traz à tona

Os sins que se fizeram entre eles

– pois que até a memória fora interrogada –

Os sins que poderiam eventualmente se fazer

– a despeito de todos os senões –

E os que vão sendo cuidadosamente moldados

Com a matéria etérea do talvez…

 

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s