13.313

Publicado: 30/07/2012 em Situações e reflexões

– Diga treze mil trezentos e treze!

– Ãhn?

– Vai! Treze mil trezentos e treze…

– Pra quê?! Vai  querer ouvir os meus pulmões, é?

– Não, é a tua voz mesmo que se faz ouvir…

– E… Qual o seu parecer?

– Não é parecer, é o trilintrinar: as cinzas estão mesmo virando letras…

– Mesmo cinzentas?

– Mesmo. O que importa é o dizer.

-Difícil calibrar o anseio de (me) entender e o impulso do dizer. Na maioria das vezes, a compreensão só vem à posteriori. Antes, é catarse mesmo.

– Sabe, você está diferente desde que nos encontramos da última vez. Não sei ainda dizer o que é. Talvez o salto…

– Pois é, isso faz diferença! : ) E bom, de lá pra cá o blog recebeu esse tanto de visitas. Imagino que de todo tipo: assíduas, ocasionais, acidentais, raivosas, entristecidas, admiradas, saudosas, decepcionantes, indiferentes, curiosas etc.

– Tendo a achar que as indiferentes são menos numerosas. Tuas letras costumam dar o que pensar…

Será?

Sabe a vida que pulsa pelas frestas? A planta que nasce no meio do cimento?…

– Sei! Acabo de rever “Medianeiras”…  Puxa, fico feliz de ouvir isso. 

– Ótima pedida! Pois então: celebremos essas tantas visitas, as coisas escritas e o que ainda se escreverá!

Que entusiasmo, hein?!

– Chame como quiser, pode até chamar de Fé menina!

Não suma, tá?

– Sumo não. Vou me alojar nos teus saltos, bem no teu caminhar. Até quando não esperar.

– Até!… Ah, antes que me esqueça:  treze mil trezentos e treze!!!

Anúncios
comentários
  1. luiz disse:

    treze mil trezentos e quatorze

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s