Mais um

Publicado: 12/06/2012 em Diário poético

Ontém me veio à cabeça

Assim pronto e redondo

Um poema pra você

Sem caneta e papel no momento

Caiu todo no esquecimento

Curioso é que já foram tantos

Que pensei ter esvaziado 

Tudo o que tinha a dizer

Mas não nego que mesmo sendo mais um

Aquele era bom de doer

E olha que veio de sopetão

Justamente enquanto ouvia

Relaxada, em brancos lençóis,

O som de outro violão…

* * *

Sim, era um poema pra você

Que como ele, acabou se tornando

Mais um pra esquecer

  Sorte nossa: melhor ladrar que morder!

PS – Essa é de três.

Anúncios
comentários
  1. Jo Bernardes disse:

    Lindo poema….

  2. adeuscafofo disse:

    Jo Bernardes… Obrigada! : ) Sabe que hoje li umas coisas bem bacanas… Escritas adivinha por quem? Por alguém que, ameaçado, sacou as mãos da pia, não as colocou ao alto, e ainda tirou melodia do espanto onde ela se escondia. Uma bela crônica saiu esse seu trabalho, hein?! Adorei!

    • adeuscafofo disse:

      PS – Pra não dizer que não falei das flores nesta sua
      andança, hehe…

      • Jo Bernardes disse:

        PS (também) – que leitura posso fazer, se a menção foi exatamente das duas que não sei tocar? rs…
        Brigadão….de coração.

    • Jo Bernardes disse:

      Vc teve uma leitura muito interessante. Mostrou uma resistência ao “não as colocou ao alto” que, confesso não percebi.
      Obrigado pela observação e pelo elogio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s