Acidentes e superstições

Publicado: 15/05/2012 em Diário poético

Meu grande espelho tombou.

A imagem se despedaçou, eu não.

7 anos pra amargurar, será?

Se sim, para mim, ou para quem o deixou tombar?

 Isso já não importa…

Fato é que na madeira dura da mesa, e não na da porta, os toques não perdem por esperar:

Terão que lutar – sendo apenas três – contra o gigante do azar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s